Vamos falar sobre estupro:

Algum tempo atrás o Brasil inteiro parou pra falar sobre o estupro que aconteceu em um morro, onde uma jovem foi estuprada por mais de 30 caras. Hoje eu me deparei com um desespero enorme em Pernambuco. Faz pouco mais de uma semana que estavam atrás de um cara, que andava pela zona norte do Recife em busca de mulheres para estuprar. Milhares de mulheres entraram em uma corrente, em busca de ajuda, e conseguiram prender o suspeito. Mas ainda continua, a cada dia existe uma nova história, em um novo lugar, um novo suspeito. Um, dois, três, quatro…E por aí vai. Eles contra nós, e nós por nós!

Eu nunca, jamais, irei dizer pra você deixar de usar roupas curtas ou coladas no corpo. Onde você pode ir, com quem você pode andar…Como saiu na nota da polícia militar do Recife. Mas aquele velho cuidado, aquela velha atenção…Não faz mal reforçar. Só Deus sabe o quanto me preocupo com isso e o quanto me faz mal saber que outra menina foi vítima disso. Oro sempre pela vítima, para que ela consiga ficar bem, mesmo depois de um trauma tão grande.

Sempre que estiver passando naquela rua escura e perigosa, se você ver outra mulher por perto, vá atrás. Só nós sabemos o quanto a gente fica com medo numa situação dessas, o quanto a gente pede ajuda em pensamentos. Sempre será bem vinda uma nova amiga naquele percurso.

Que esse caos que está acontecendo, não só aqui mas no mundo todo, diminua. Que a humanidade evolua de alguma forma pra que a gente consiga dias melhores. Que Deus (ou qualquer coisa que você acredite) os protejam.

Anúncios

Terapia de amiga: Consegui, e agora?

image

Olá pessoal, tudo bem por aí? Espero que sim. Nossa terapia de hoje é um tema bem comum, mas um tanto quanto estranho na maioria das vezes.

Não tá entendendo nada? Calma que eu te explico…

Sabe aquele seu sonho, que você planejou durante tanto tempo, e finalmente realizou? Você conseguiu o que queria, mas simplesmente não sabe o que fazer em diante. E você se faz essa pergunta: Consegui, e agora?

É muito comum esse tipo de situação, onde você lutou tanto por algo, e quando finalmente conseguiu não sabe o que irá fazer. Mas calma colega, vou te ajudar com isso. Basta ter um pouco de paciência e bastante calma. Você precisa voltar la atrás e lembrar o que lhe fez ter essa ideia. O que te motivou a conseguir aquilo e o motivo disso se tornar seu sonho e plano durante tanto tempo. Você precisa sentir isso tudo novamente. Pois as vezes, a gente se cansa tanto pra conseguir algo, que quando chega a hora parece que não tá acontecendo de fato. E é exatamente por isso, que ficamos presos, sem ideia alguma do que deve ser feito a seguir.

Então se concentra, resgata esse sentimento do passado e traz ele pro agora. Sinta aquela mesma sensação e pronto! Tudo resolvido. Você precisa sentir o gosto da vitória, pra conseguir seguir em frente. Como que podemos alcançar algo sem a sensação de vitória? Não existe! Então se permita ter uma vitória decente, comemorar e brindar a sua conquista. É disso que você precisa no momento, vai fundo.

Eu disse que ia te ajudar, e a ajuda foi bem rápida mesmo, pois é algo tão simples né? A gente que gosta de complicar tanto as coisas. Não fica preso em nada não, siga sempre em frente! Um beijo e até a próxima.

Antes dos 20

Ela tinha um plano para sua vida, algo que ela planejou bem nova, quando ainda brincava de boneca. Ela ia encontrar o amor da sua vida, casar aos vinte anos e ter filhos. Ah, ela queria ter filhos. Um casal na verdade, sim, um casal. Ela tinha feito planos, mas a vida e seus erros, lhe mostraram que não ia ser possível ser do jeito que ela planejou. Antes dos quinze, descobriu que estava grávida, foi um choque. Como vou contar para os meus pais? Ai me Deus, meu pai vai surtar!

Completou seus quinze anos, não teve sua tão sonhada festa, estava esperando um filho…Tinham que economizar para as fraldas, leites e roupas. Ela estava esperando um filho, não podia ir na escola todos os dias, pois precisava ir ao médico, a gravidez era de risco, tinha que repousar. Ela estava esperando um filho, e seu namorado estava esperando convites para as festas.

Chegou o dia, ela o pegou em seus braços e chorou de tanta emoção. Ela o olhou nos olhos e viu, que mesmo com tão pouca idade, ia ter que cuidar dele durante vinte e quatro horas, todos os dias. O pai? Bem o pai estava ali, viu todo o parto, segurou em sua mão. Mas não quis dormir com ela no hospital, o bebê chorava muito, e ele tinha prova na manhã seguinte. Ela não foi fazer a prova, pois tinha um filho.

Ela passou a semana inteira sem dormir, tirava uns cochilos quando podia e logo era despertada pelo choro do neném…Ela sorria, chorava e sorria novamente. Não sabia se amava ser mãe, ou se odiava. Entrava nas redes sociais e via todos seus amigos nas festas, passeios. Ninguém ia em sua casa, saber como ela estava ou se precisava de ajuda em alguma coisa. Ela era mãe, só isso e ao mesmo tempo TUDO isso.

Ser mãe é algo muito difícil, você se torna responsável por alguém que não faz ideia do que é certo ou errado. Alguém que não sabe falar quando está com cólica ou quando quer mamar. E aí você se desdobra tentando adivinhar o que está acontecendo. Será que é o dente nascendo? Será que ta com febre? Você não tem as respostas, nunca tem. Por mais que você tente, sempre acha que não fez seu melhor. Você se culpa, aponta todos os seus defeitos. Mas tenta melhorar, e como tenta! Todos os dias acorda cedo, dorme tarde. Arruma as coisas do seu filho, a casa inteira e ainda tem tempo pras brincadeiras na sala de casa. O sorriso dele é sempre a recompensa.

Ser mãe é um ato de coragem, e ser mãe na adolescência…É algo ainda maior. Sei que muitas meninas, quando descobrem que estão esperando um filho, logo pensam “preciso abortar”. Eu sei disso. Vocês sabem que isso vai interromper essa fase maravilhosa que estão vivendo. Por isso, estou aqui, por meio deste texto, tentando fazer com que pelo menos uma garota entenda que precisa ter cuidado. Aborto é algo ilegal no nosso país. Clínicas clandestinas estão tirando vidas de muitas mulheres. Então procurem se proteger, tomar anticoncepcional, usar camisinha. Caso tenha acontecido, corre pra comprar a pílula do dia seguinte. Sabe…Tem tanto meio de se proteger, tanta forma de evitar isso. Filho é uma coisa maravilhosa, realmente, mas requer muita dedicação. Vocês ainda não estão preparadas pra isso, e se acontecer, vão ser obrigadas a estar pronta na hora. Não vai ter todo aquele processo natural, a vontade de ter um filho, o planejamento… Então se cuidem, se protejam, aproveitem a vida da forma certa!

Qual cerveja você escolhe?

Olá meus amores, tudo bem com vocês? Eu espero muito que sim! Eu tava assistindo uns vídeos da Dani Noce (inclusive estou apaixonada e com certeza vai ter post sobre) e vi ela falando de uma cerveja um tanto quanto diferente. Cerveja de bacon??? É possível? Parece que sim. Então já fiz questão de procurar outras cervejas exóticas, e não é que achei outras? Vem conferir:

image

A famosa cerveja de bacon. Pra mim ainda é muita loucura acreditar que ela existe, mas existe mesmo…Eu preciso muito achar uma dessas.

image

Esse casal maluco, resolveu criar uma cerveja no sabor pizza, todo mundo ficou bem curioso e eles já apareceram em vários lugares com essa novidade.

image

Sem dúvidas essa é a que eu mais quero provar, eita curiosidade pra saber se é boa ou não. Tudo bem que não vai ser uma cerveja de fato ne, muda completamente, mas vale a experiência.

image

A que eu nunca, jamais, em hipótese alguma iria provar. Sério, tenho um pavor a pimenta, não dá! A chili beer é bem famosa, e tem como ingrediente chave aquelas pimentas beeem fortes.

image

Um tipo de cerveja que já tem um tempo que entrou no mercado, e foi uma das primeiras das exóticas, foi a fruit beer. Confesso que acho a ideia bem fofa.

E vocês? Já provaram alguma cerveja diferente ou alguma dessas? A que eu provei foi a de tequila, acho que dá desesperados, algo do tipo. Confesso que não gostei tanto assim, mas nem foi pelo sabor. Foi mais pelo cheiro da cerveja em si, estragava o sabor sabe…Enfim, espero que tenham gostado, um grande beijo e até a próxima!

Papo nossa de cada dia

E a saudade que eu tava de papear com vocês? É tanta coisa pra fazer, que eu fico louca e esqueço de entrar aqui e atualizar o blog. Eu sei que já prometi mil vezes, mas não tá sendo fácil, na não mesmo.

Os últimos acontecimentos foram tão difíceis ne gente? Inclusive tenho que fazer um post do livro Vamos juntas? que vai cair perfeitamente bem. Mas isso pode demorar um pouco (pouco mesmo) pois ainda tenho que tirar umas fotos, pra deixar o post bem legal.

Agora vem cá, vamos falar de coisa boa. Eu acho que não cheguei a falar, de quando assisti o documentário The secret, mas aquilo mudou toda minha forma de pensar nas coisas…E comecei a ler o livro recentemente, confesso que to lendo aos poucos pois o tempo tá bem curto, e é claro que vou fazer um post especial sobre ele. Talvez, eu possa até fazer umas sessões especiais aqui no blog, porque ele merece muito esse espaço na vida de todos.

E é única, e exclusivamente por causa dele, que eu to assim, mais leve e de bem com a vida. Mesmo quando tudo ta dando errado, ou o dia não foi dos melhores, já trato logo de abrir um sorriso e agradecer as coisas boas que aconteceram. Ahhhh, e quer saber um segredo? Música. Música muda tudo, nada é tão poderoso quanto a sua música preferida tocando, muda seu dia na mesma hora. Então anota aí, assim que acordar, já põe a música pra tocar bem alto e pronto…O dia já começa bem!

image

Agora eu tenho que ir, mas eu volto ein! Me aguardem que eu vou aprontar, vai ter post bem legal em breve, um super beijo e até mais 😘

Não á cultura do estupro!

image

“Que história é essa de estupro que ta todo mundo falando?” perguntou minha irmã caçula enquanto eu passava pela sala. Não sabia do que ela estava falando, e já tive um aperto no coração só de ouvir essa palavra. Se tem uma palavra que me causa arrepios, é essa. Não existe nada mais sujo que um homem possa fazer, na minha opinião,  é a mais baixa.

image

Uma menor de idade, foi estuprada, não por um homem, mas sim trinta. Foram trinta. Foram trinta homens, que sabiam exatamente o que estavam fazendo. Era tudo um plano, que foi muito bem sucedido. Ela foi dopada. Ela foi estuprada. Por trinta homens.

“Se estivesse em casa lavando os pratos nada disso ia acontecer”

“Com uma roupa dessas, é claro que ia ser estuprada”

“Ela pediu por isso se vestindo com roupas curtas”

“Se tivesse numa igreja…”

Esses foram alguns dos comentários nas redes sociais. Efeito da cultura do estupro. Onde a vítima, é sempre a culpada. Onde quem está errado, na verdade está certo. Porque você cresceu ouvindo o seu pai falar “é tudo puta” quando viam uma mulher de saia curta na rua. Seu colega da escola te disse que aquela garota era fácil, qualquer um “comia” ela. Suas tias falavam “não se dá ao valor, não merece respeito” e você? Você aceitou tudo aquilo, e virou verdade absoluta. Você se tornou o tipo de pessoa que dá nojo em qualquer um que saiba onde está o errado da história.

image

A culpa não é da minha roupa curta. Do meu batom vermelho. Das minhas unhas grandes. A culpa não é do meu olhar sexy, eu nasci com ele. Do meu jeito de dançar na pista, como se não houvesse amanhã. Estou bêbada? Mas não sou sua, e nem quero ser. A culpa não é da minha falta de modos. Ou daquela rua deserta por onde eu passo pra chegar em casa. Nem do ônibus lotado, não, não é culpa do ônibus lotado. A culpa… A culpa é toda sua.

A culpa é sua que não consegue olhar pra uma garota sem querer arrancar pedaços. A culpa é sua que deseja, e não pode ter, mas mesmo assim quer! A culpa é sua que não consegue ouvir um “não” na balada e parte pra agressão. É sua, que se aproveita da quantidade de gente no ônibus, pra se esfregar nas garotinhas. É sua, é toda sua.

image

image

Podia ser a minha irmã, minha prima. Minha filha pode passar por isso no futuro, e eu também agora. Lute, por você, sua família, e por todas as mulheres. Eduque, seus filhos, seus irmãos. Eles precisam aprender, que isso é errado, e que a culpa não é da vítima! Só precisamos de união, união entre as mulheres, para fazer desse mundo um lugar melhor. Onde nenhuma mulher tenha medo de sair de casa sozinha, ou de usar seu batom vermelho e sua saia curta. Sem ter medo de mostrar seu corpo, seja por calor ou por querer. Por um mundo onde as mulheres não tenham medo de serem mulheres. Onde as mulheres não precisem da companhia de um homem pra se sentir segura nas ruas.

image

Vamos lutar!

50 fatos sobre mim, ou não.

image

Já cheguei estragando a tag, porque sou dessas mesmo. Não sei se vou conseguir fazer tudo certinho e ter 50 fatos, mas vamos tentar e seja o que Deus quiser. Amém!

1. Sou pernambucana, acho que nunca falei sobre isso aqui, mas enfim.

2. Não lembro de um passo de frevo, me perdoa galera.

3. Vale lembrar que sou uma brasileira sem samba no pé, pode isso Arnaldo?

4. Quando eu era pequena, chorei horrores pra não ser abandonada no primeiro dia de aula. Quando a minha mãe foi me pegar, não queria mais ir pra casa. Resumindo, fiz da vida dela um inferno todos os dias, com direito a escândalo no ônibus e frases como “motorista, pare o ônibus essa mulher me sequestrou”.

5. Eu odeio fígado e beterraba, como forçada, sempre.

6. Sou viciada em balinhas fini.

7. Desde pequena sou um palito, e to sempre comendo como se não houvesse amanhã. Coisas da vida.

8. Tenho sete irmãos, e mais uma agora que tá na barriga. Sim, meus pais adoram fazer filhos. Minha mãe parou no quarto filho, meu pai ta continuando por aí né haha.

9. Tento parar de tomar refrigerante, mas o pessoal da minha casa não colabora.

10. Tento fazer exercícios, mas quem não colabora sou eu mesma haha.

11. Sempre que vou digitar um trecho de uma música, pra fazer graça pra alguém, esqueço.

12. Odeio meus pés e minhas mãos.

13. Tive vários animais de estimação.

14. Inclusive um casal de pintos que eram Sandy e Junior.

15. Já deu pra imaginar que eu era APAIXONADA por Sandy e Junior ne? Até hoje 😻

16. Falando em paixão, não vamos esquecer de Rebelde (Mexicano ta? Só pra deixar claro).

17. Amo comida chinesa e japonesa, amo.

18. Não vou em rodízios porque como muito pouco, sou mais de comer de hora em hora e não em grandes quantidades sabe?

19. Sempre que minha mãe demora pra voltar pra casa, eu acho que aconteceu alguma coisa e já começo a chorar, só de pensar no que pode ter acontecido. Eita que to me entregando toda.

20. Quando estou com fome, viro bicho.

21. Sempre fico bêbada de sono, e se juntar fome e sono…Parece que estou drogada.

22. Adorava quando tinha minhas duas irmãs morando comigo, agora só tem a caçula, mas a mais velha mora aqui pertinho 💕

23. Sou apaixonada por música, não fico um dia sequer sem ouvir alguma música preferida, que são várias.

24. Meu melhor amigo foi a única pessoa que eu amei na vida.

25. Alguns anos atrás era sagrado assistir malhação com uma panela de brigadeiro no colo, cheia de granulado por cima. Na falta do brigadeiro, sempre tinha pipoca.

26. Com 4/5 anos, vi um comercial falando mal de fumantes e dos riscos…Fui até o meu pai, que estava fumando e bebendo com os amigos e dei a maior lição da vida dele. Até hoje ele não fuma e sempre fala disso.

27. O primeiro filme de terror que eu vi, foi o exorcismo de Emily Rose, passei a noite inteira morrendo de medo e agarrada com a minha irmã.

28. Depois desse filme, virei fã de filme de terror e até hoje assisto alucinada. Sempre acho graça quando as pessoas sentem medo, já to expert.

29. Sou viciada em Snapchat, se deixar eu passo o dia todo vendo. Sigo tanta gente que daria mesmo pra passar o dia todo lá.

30. Meus pais são separados e a separação deles foi a coisa mais difícil que já passei na vida.

31. Ignoro aquele início de xaveco nas redes sociais.

32. Sou muito fechada pra relacionamento.

33. Só tive dois relacionamentos na vida haha.

34. Não consigo assistir jogo de futebol, fico agoniada real.

35. AMO, UFC.

36. Poderia passar o resto da minha vida assistindo séries.

37. Meu amor por séries começou por oth e depois gg.

38. Tenho muitas séries que deixo de acompanhar, mesmo gostando, eita menina doida.

39. Não sei assobiar.

40. Aprendi a dar estrelinha e abrir escala, mas não lembro haha.

41. Minha irmã mais nova adorava brigar comigo, brigar real.

42. Ela já quebrou uma cadeira plástica nas minhas costas.

43. Eu já passei um mês internada por algo que eu comi no ano novo.

44. A porta do armário caiu no meu pé e esmagou dois dedos, advinha quando? No ano novo! Mais um mês de molho hehe.

45. Minha melhor amiga, é mais conhecida como a minha marida, e eu não chamo ela pelo nome. O que faz as pessoas me olharem estranho, principalmente familiares 😹

46. Eu me achava horrível dançando, e descobri que na verdade danço bem demais.

47. Não consigo ter comida ou música favorita, não mesmo!

48. Se percebo que alguém ta diferente comigo, ou se fiz algo “errado”, passo a noite toda sem conseguir dormir pensando nisso. E num jeito de arrumar tudo.

49. Não consigo mostrar meu verdadeiro eu, nem pros mais próximos. Sei lá, medo besta sabe?

50. Cansei bastante de falar sobre mim, porque eu sou bem chata.

Ufa, acabei, consegui!!! Vamos soltar os fogos e celebrar, porque não foi fácil. Na primeira, eu já tava sem saber o que dizer, acredita? Já ia até desistir do post de tanto que fiquei pensando. Mas deu tudo certo e por hoje é só.

image