Terapia de amiga: Separação dos pais.

image

Oi meus amores, que saudade que eu tava de escrever uma mini terapia. A saudade foi tanta que eu fiz até uma arte, na verdade duas, confesso que ainda não decidi qual das duas irei usar…Coisas de quem é do signo de peixes não é mesmo?

O tema de hoje é bem pesado, dependendo do tipo de separação, mas no meu caso…Foi a coisa mais difícil que passei na vida. Vou contar um pouco de como lidei com tudo isso e espero de coração ajudar de alguma forma quem possa estar passando por isso (ou até mesmo aquelas brigas típicas). Bom, então vamos lá, faz uns dois anos que meu pai saiu de casa (para o bem de todos). E foi um longo caminho até ele tomar essa decisão. Meu pai é bem complicado, tem aquele comportamento todo machista, então você deve bem imaginar como é difícil, ainda mais numa casa onde ele era o único homem. Todo o problema começou quando meu pai teve uma tremenda de uma mudança, e ficou agressivo com todos, em especial a minha mãe. E aí começaram as brigas, e não, não ficava só em xingamentos. Como eu disse, ele estava bem agressivo e passou a bater em minha mãe. Fora todas as outras coisas que descobri sobre meu pai, eu comecei a enxergar uma outra pessoa sabe? Antes nós éramos bem grudados, e confesso que nem tinha uma aproximação com a minha mãe. Parece que conheci a minha mãe a partir do momento que eles se separaram. Foram quase dois anos de muitas idas e vindas, por conta disso passei a odiar a presença do meu pai na minha casa. Porque sabia muito bem que ele não tinha mudado nada, fiquei até um tempo sem falar nem “bom dia” com ele. Pra muitos deve ser difícil ver a separação, um deles indo embora…Mas pra mim foi um alívio, não via a hora daquele inferno acabar e ter uma vida calma e tranquila.

O fato é que você nunca vai ter culpa de nada entre seus pais. Não é sua culpa o que está acontecendo, e não, não tem nada que você possa fazer. Deixe que seus pais encontrem a melhor solução, mesmo que a solução seja um dos dois sair de casa.

E quanto a distância de um deles? Bom, você não vai estar 24 horas ao lado do seu pai/mãe mas isso não impede de ter relação com eles. Quando não estiverem juntos, podem continuar se comunicando através da internet gente, foi tudo feito pra comunicação, então use a vontade.

Mas e se acharem que eu tomei partido, o que eu faço? Deixe claro seu amor pelos dois, sempre. Por mais que você veja que um dos dois está errado e não aceite a sua atitude. Lembre-se de todas as coisas boas que passaram juntos, não é uma atitude errada que vai mudar todas as certas. Fica a dica!

Bom meus amores, por hoje é só, qualquer pergunta podem deixar nos comentários, ficarei muito feliz em responder. Ah, não esqueçam do email, é só mandar um tema pro terapia de amiga (vale pedir sigilo): marcellegamadesouza@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s